A Associação Comunitária Presbiteriana (ACP) é uma entidade sem fins lucrativos, formada pelos membros da Igreja Presbiteriana de Curitiba (IPC), que compõem sua Assembleia Geral.

Criada, originalmente, para manter o Lar Hermínia Scheleder, hoje também é responsável pelo Centro de Educação Infantil Miriam, pelo Instituto Social Vó Durvina e pelo projeto Amor que CoMove. Assim, a ACP coordena os projetos de transformação social da IPC.

A ACP tem como missão desempenhar o papel que Jesus Cristo ensinou de fazer o bem e ajudar quem precisa. 

Há quem dê generosamente, e vê aumentar suas riquezas; outros retêm o que deveriam dar, e caem na pobreza. O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá. Provérbios 11:24-25

Conheça mais os projetos:

Lar Hermínia Scheleder 

Desde 1964, o Lar Hermínia Scheleder (LHS) é referência na rede de proteção com o acolhimento institucional de crianças e adolescentes que tiveram seus direitos violados, oferecendo a eles um novo caminho, por meio do desenvolvimento pessoal, do crescimento espiritual e da formação profissional.

Centro de Educação Infantil Miriam 

O Centro de Educação Infantil Miriam (CEI Miriam), desde 1976, atende crianças em vulnerabilidade social, com idades entre 2 a 4 anos, que recebem educação integral e atendimento odontológico e nutricional, com quatro refeições diárias. Participa da Rede de Proteção da Criança, por isso o trabalho é realizado em conjunto com pais e familiares. Por meio da Educação, o indivíduo pode alcançar melhores oportunidades de futuro. 

Instituto Social Vó Durvina

O Instituto Social Vó Durvina realiza o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, o qual tem o foco no desenvolvimento de atividades que envolvem famílias e a comunidade, possibilitando uma realidade mais favorável para pessoas em vulnerabilidade e evitando ocorrências de situações de exclusão social e de riscos. 

Amor que CoMove

O Ministério Amor que CoMove (AQC) tem o objetivo de levar o Evangelho às pessoas em situação de rua em Curitiba-PR, por meio do resgate e reinserção de dependentes químicos, pela internação em comunidades terapêuticas, acompanhamento e assistência nas mínimas necessidades de medicações, alimentos e vestimentas. 

Recursos financeiros: 

A ACP possui diversas fontes de recursos como: orçamento da IPC, convênios com poder público, contribuições voluntárias, doações e projetos de renúncia fiscal. Individualmente, qualquer pessoa pode contribuir por meio do voluntariado, doação de Notas Fiscais sem indicação de CPF e destinação de parte do Imposto de Renda devido.

TÍTULOS E REGISTROS:
• Utilidade Pública Municipal (Lei 8.338/93) – Registro na F.A.S. – n° 161
• Utilidade Pública Estadual (Lei 6.579/74) – Registro no Comtiba n° 81
• Estatuto Registrado sob n° 826 – Livro a (2º Ofício de Registro de Títulos e Documentos). Arquivo em PDF

Missão

Sua missão estratégica é transformar vidas por meio da educação, bons exemplos e princípios cristãos.

Visão

A visão estratégica é ser referência nacional na transformação, desenvolvimento e inserção de indivíduos e famílias na sociedade.

Valores

Seus valores e princípios são cinco: 

Deus: porque Dele, por Ele e para Ele foram criadas todas as coisas;
Respeito: ter atitudes de amor ao próximo, agindo com carinho, afeto, solicitude e acolhimento;
Ética: relacionamento justo e transparente em todos os níveis e esferas da sociedade; Responsabilidade: compromisso em fazer o que precisa ser feito, da melhor maneira e em tempo hábil;
Persistência: cumprir com o estabelecido na busca pelos melhores resultados, independentemente das adversidades.

LINHA DO TEMPO

1964

Fundação do Lar Hermínia Scheleder pelos membros da Igreja Presbiteriana de Curitiba que estavam prestando atendimento para órfãos.

1972

Criação da Associação Comunitária Presbiteriana, atualmente a gestora dos projetos sociais da Igreja Presbiteriana de Curitiba.

1976

Fundação do Centro de Educação Infantil Miriam com a intenção de oferecer um local para que as crianças da região do bairro Pilarzinho pudessem permanecer seguras nos momentos em que, em especial, suas mães estivessem trabalhando.

1984

Fundação do Departamento de Ação e Promoção Social Vó Durvina, hoje Instituto Social Vó Durvina, pelas filhas da Sra. Durvina Marcondes: Jandyra, Jahyra, Jessy Mary e Jurema.

2014

Fundação do Amor que Comove por um grupo de membros da Igreja Presbiteriana que trabalhavam com pessoas em situação de rua.

2021

Criação do Bazar Causa Justa pelos integrantes dos demais projetos da ACP para diversificar a captação de recursos e oportunizar à comunidade produtos a preços acessíveis.

2021

Desmembra-se os serviços do ISVD, fundando a Escola Profissionalizante João Lupion Filho com o foco em preparar a comunidade para o mercado de trabalho.